Suplementos Para Emagrecer

Os suplementos para emagrecer podem ser aliados na perda de peso, mas nem sempre estão isentos de riscos.

São muitas as substâncias que integram a lista de componentes dos suplementos alimentares. Entre elas estão as vitaminas, minerais, aminoácidos, fibras e extratos de plantas, entre outras substâncias. Incluem-se também fórmulas de venda livre para emagrecer.

As fórmulas para emagrecer, têm como função suplementar uma dieta normal e fornecer nutrientes essenciais que ajudam a queimar gordura. Porém só cumprem o seu papel quando integrados numa alimentação equilibrada. Podem até ser prejudiciais, se não tiver cuidados na sua seleção e quantidades ingeridas.

De forma alguma, os suplementos devem substituir um estilo de vida saudável. O uso inadequado pode gerar sobrecargas de nutrientes ao nível do metabolismo e, assim, afetar órgãos como os rins e fígado.

Suplementos Para Emagrecer – Extrato de chá verde

Suplementos Para Emagrecer

Seus constituintes ativos, os flavonoides e os taninos, têm uma forte ação antioxidante e uma ligeira ação diurética.

As folhas de chá verde estimulam a lipólise (queima de gordura) e a termogênese (libertação de calor que resulta da transformação de calorias em energia), favorecendo a eliminação de gordura e limitando o armazenamento de lipídios e glicídios pelo organismo.

A cafeína, que também é um dos seus constituintes permite combater a fadiga associada à perda de peso.

É indicado para casos de necessidade de emagrecimento, prevenção da aterosclerose, redução do colesterol. Pela sua ação antioxidante, ajuda na prevenção do câncer e tratamento de edemas.

Não é indicado para quem sofre de insônia, hipertensão ou anemia. É desaconselhado para crianças, grávidas e lactentes. Observe-se ainda que em excesso, o chá verde pode provocar insônia, aumento da pressão arterial e taquicardia.

Suplementos Para Emagrecer – Alcachofra

A alcachofra, é rica em vitaminas do complexo B, vitamina A e sais minerais, o extrato das suas folhas promove o fluxo da bílis, necessária para a absorção de nutrientes solúveis em gordura e para a desintoxicação do organismo.

Demonstra, ainda, ação antioxidante com resultados na estimulação e regeneração de células hepáticas saudáveis.

Comprovadamente reduz colesterol e do índice glicémico. É excelente como regulador do fígado. Devido as poucas calorias, é recomendada como complemento para emagrecer e pode ser consumida cozida, em chá ou cápsulas.

Não deve ser permitido seu uso quem tem hipersensibilidade à planta ou sofre de obstrução do ducto biliar.

Suplementos Para Emagrecer – Laranja Amarga

  Suplementos Para Emagrecer

A sinefrina e os flavonoides, presentes na sua casca, favorecem a libertação e a combustão das gorduras acumuladas, aumentando a energia corporal e, assim, o metabolismo basal.

Sua ação termo gênica (que ajuda à queima de gordura) favorece a perda de peso, estimula a síntese de proteína e impede a perda de massa muscular.

A laranja amarga ajuda a eliminar a celulite e a controlar o apetite. Ela é usada na medicina chinesa, no tratamento de digestões difíceis e na eliminação de toxinas.

A laranja amarga é indicada para queimar gordura e promover o emagrecimento, eleva os níveis de energia e o metabolismo.

Mesmo que a sua eficácia seja discutida, a sinefrina tem ganho popularidade como alternativa à efedrina (uma substância proibida em muitos países devido a efeitos como risco de doença cardíaca).

As duas substâncias têm efeitos secundários similares, nomeadamente hipertensão, arritmias, perda de apetite, insônia, ansiedade, edema pulmonar ou dor de cabeça.

Suplementos Para Emagrecer – L-Carnitina

A L-Carnitina tem um papel relevante no metabolismo das gorduras, sobretudo nas células dos músculos do coração, uma vez que aumenta a conversão de ácidos graxos em energia.

Ela favorece a redução de triglicerídeos e aumenta os níveis do bom colesterol. Ajuda na prevenção e no tratamento de doenças cardiovasculares.

É indicada para o emagrecimento, prevenção da aterosclerose, da angina de peito e das arritmias cardíacas.

Ainda ajuda, a diminuir as gorduras a nível hepático e a favorecer o tônus muscular em atletas, particularmente culturistas.

Não existem contraindicações, desde que a dose diária recomendada não seja excedida.

Suplementos Para Emagrecer – Cromo

Este é um mineral essencial que potência a função da insulina, responsável pela redistribuição de açúcar no organismo.

Além disso, pode ser usado como complemento na perda de peso pois, quando ligado a um aminoácido, ajuda a manter o metabolismo saudável, favorece a queima de gordura, a perda de peso e o aumento da massa muscular.

O cromo não é indicado para diabéticos ou paciente renal. Sua ingestão não é permitida para grávidas e crianças.

Suplementos Para Emagrecer – Fibras para controlar o apetite

  • Goma  Guar

Suplementos Para Emagrecer

Trata-se de uma fibra com efeito sobre a saciedade que retarda a absorção de glicose (que regula a secreção de insulina pelo pâncreas), ajudando a controlar os níveis de açúcar no sangue.

Não deve ser tomada por pessoas que sofrem de estenose esofágica, pilórica ou intestinal.

  • Quitosano

O Quitosano é eficaz na redução de colesterol, esta fibra natural absorve a gordura saturada antes de ser metabolizada, formando um gel digerível que é eliminado pelo trato digestivo, o que anula o seu efeito calórico.

Eficaz na redução do colesterol, não deve ser tomado por pessoas alérgicas a crustáceos, grávidas e crianças.

4 cuidados a tomar com os suplementos

Se deseja começar uma dieta com suplemento alimentar, considere as seguintes precauções:

  • Se vai fazer uma cirurgia, toma medicação ou tem uma doença crônica, deve aconselhar-se com o seu médico antes de iniciar a ingestão de suplementos.
  • Siga as instruções da embalagem e não exceda as doses recomendadas.
  • Se sentir algum efeito colateral que a preocupe pare de tomar e consulte o seu médico.
  • Tenha presente que natural nem sempre é sinônimo de inócuo.

Perder Peso Depois Dos 40 – 7 Dicas Para Facilitar o Emagrecimento

Perder peso depois dos 40

De acordo com o passar dos anos o ponteiro da balança custa mais a baixar, portando cada vez mais difícil perder peso.

Você reduz a quantidade de comida, deixa de comer sobremesas, inscreve-se na academia e, apesar de tudo, as medidas não diminuem.

Perder peso depois dos 40 -Mas o que é que se está acontecendo?

Perder peso depois dos 40

Após os 40, ocorrem alterações hormonais que diminuem a taxa de crescimento das nossas células. É algo com que temos de conviver.

Além disso, muitas vezes, metabolicamente falando, há um problema médico subjacente que precisa de ser tratado antes das medidas para perder peso surtam qualquer efeito.

Conheça aqui fatores que impedem a perda de peso depois dos 40 e para aprender a superá-los

  1. Conheça os novos ritmos biológicos do seu corpo – e adapte-se a eles.

Hoje em dia, quem tem mais de 40 anos enfrenta um duplo desafio: viver mais e ter acesso a comodidades que dispensam o exercício físico da nossa rotina.

Quando se trata de queimar calorias, a equação é bastante simples: as calorias entrantes devem ser queimadas ou elas vão agarrar-se ao teu corpo.

Perder peso depois dos 40

Ganhar peso é absurdamente fácil: comer apenas 100 calorias extra por dia provoca entre 9-10 kg a mais no final do ano.

Uma lata de Coca-Cola contem 155 calorias, uma barra de chocolate mais de 200. É óbvio que Coca-Cola ou chocolate não fazem mal se corrermos ou andarmos para os queimar.

Mas depois dos 40 anos, o nosso nível de atividade tende a diminuir. Portanto, o desafio é manter os dois em equilíbrio.

Olhe para o passado e visualize quando o seu peso começou a aumentar. O que falhou? Faça uma lista do que funciona para si e o que não resulta.
Os seus hábitos saudáveis no passado são os que provavelmente melhor funcionam agora.

  1. Comece por eliminar disfunções metabólicas associadas ao ganho de peso

Acima dos 40, em cada 5 adultos, 1 é afetado por problemas de tiroide graves. O mais comum é o hipotireoidismo, que impede a perda de peso. A tiroide é uma pequena glândula que produz hormônios que regulam o metabolismo.

Os sintomas do hipotireoidismo incluem sensação de frio, má circulação nas mãos e nos pés, mãos úmidas, cansaço e letargia, queda de cabelo, incluindo sobrancelhas, e aumento de peso – apesar das tentativas para fazer exercício físico e comer bem.

Se suspeitar de uma tiroide pouco ativa, deverá procurar o seu médico.

Certifique-se que o resultado está dentro dos parâmetros ou, caso contrário, siga o tratamento prescrito pelo seu médico.

  1. Ajuste os seus hábitos alimentares para maximizar a energia.

Nesta fase da vida, o objetivo é manter a sensação de plenitude, sem cair na tentação de comer o que podia comer aos 20 anos.

Uma boa estratégia é comer com frequência e pouco de cada vez, mantendo o nível de açúcar no sangue estabilizado evitando os “picos” que contribuem para a fadiga.

Tente comer 5-6 pequenas refeições por dia e não passe mais de 3-4 horas sem comer.

Faça um pequeno lanche saudável antes de sair de casa, um iogurte magro no final da manhã.

Em vez de comer muito no almoço e passar a tarde entorpecido, faça uma refeição ligeira e se possível caminhe no intervalo do almoço.

No lanche da tarde, coma uma maçã e cereais, mantendo-se longe de doces. Não coma demais ao jantar.

O seu objetivo é o oposto da abordagem normal das dietas de passar fome. Apenas quer enganar o corpo, sentir-se sempre satisfeito e bem alimentado.

  1. Combine as horas das refeições com os ritmos naturais do corpo.

Com certeza os especialistas tem razão em afirmar que: comer depois das 21h vai tudo direto para quadris e barriga.

Felizmente, o oposto também é verdadeiro: de manhã gasta de forma eficiente o que come porque é quando o metabolismo funciona à sua velocidade operacional ideal.

Não gosta de fazer lanche? Pena, mas não há forma de contornar isso. Comer um bom pequeno lanche é um dos hábitos chave para manter as pessoas magras.

Em um grupo de pessoas que perderam 30 kg entre 1 e 6 anos, 78% afirmaram que comiam um pequeno lanche, pelo menos, cinco dias por semanas.

Este foi um dos únicos fatores comuns observados nesta amostra.

  1. Drible o seu metabolismo com os alimentos anti-gordura.

Perder peso depois dos 40

Há uma quantidade de alimentos saudáveis que você pode comer quanto quiser.

Faça alguns ajustes simples na sua dieta, incorporando os alimentos que realmente combatem a gordura (legumes de folhas verdes, sementes de linhaça, alho, cebola, açafrão, frutas, etc.) e não aqueles que a provocam.

Se comer os outros alimentos com moderação, acabará por ficar bem.

  1. Use seus músculos como aliados contra o peso.

Há uma coisa que os gurus do exercício sabem bem: quanto mais massa muscular tiver, mais eficazmente o seu metabolismo queima calorias.

Mas, infelizmente, uma tendência natural do envelhecimento é a perda muscular, substituindo-a gradualmente por gordura.

Portanto, a fim de mobilizar a capacidade de queimar calorias dos músculos, temos que trabalhar para isso.

Quase sempre um equívoco é provocado, é misturar trabalho muscular com exercícios aeróbicos. Ambos são bons mas a parte aeróbica – embora queime calorias – não é o que estou citando aqui.

O que realmente precisa é de se concentrar a longo prazo no treino básico dos músculos.

Compre alguns pesos, barras e cordas e veja na internet quais os programas de exercícios mais adequados à sua idade e condição.

Torne o mais agradável possível; faça-o enquanto assiste TV.

Felizmente hoje é bem possível emagrecer em casa, sem ter que ir na academia, graças aos programas de emagrecimento, como o Corpo D21 e o Q 48.

Lenta e gradualmente construirá os bíceps, abdominais e glúteos e ganhará aliados-chave na sua luta contra o excesso de peso.